Sexta, 25 Maio 2018 | Login
 Senador Guiomard/Acre
INÍCIO SOBRE

Governo e Bonal comemoram reativação da indústria de palmitos

Os governos federal e estadual cumprem compromisso com a comunidade da Bonal (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Na véspera do Dia do Trabalhador, comemorado no domingo, dia primeiro de maio, a comunidade do Projeto de Desenvolvimento Sustentável da Bonal (PDS), em Senador Guiomard, e o governador Tião Viana comemoraram a reativação da indústria de palmitos. Na manhã deste sábado, 30, na Escola Bom Destino, à beira do ramal recém-beneficiado, governo e comunidade firmaram com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) o investimento de R$ 1,4 milhões para que a indústria volte a funcionar.

O empreendimento começou na década de 1990, dois anos depois de Raimundo Alves, presidente da Cooperativa Agroextrativista Bom Destino chegar ao Assentamento. As duas histórias marcam os desafios do trabalho e o desenvolvimento no Acre. Raimundo nasceu em Sena Madureira, trabalhou como professor com o Padre Paolino e depois como comerciantes nos rios do local. Com o declínio do trabalho, encontrou na Bonal uma oportunidade de crescer junto dos companheiros.

Investimentos garantem cidadania e renda para a comunidade rural (Foto: Gleilson Miranda/Secom)Investimentos garantem cidadania e renda para a comunidade rural (Foto: Gleilson Miranda/Secom)Assim como o trabalhador, a indústria passou por instabilidades e agora entra no desafio da modernidade, produzir com qualidade, com boa rentabilidade e com responsabilidade ambiental. Afinal, o PDS com mais de dez mil hectares tem 90% de sua cobertura florestal preservada.  Criado em 2005, o PDS Bonal tem uma produção forte também na extração do látex, que é enviado para a fábrica de preservativos Natex de Xapuri.

Aliando o trabalho comunitário, a indústria produzia de três a quatro mil potes de palmito de pupunha por dia, 30 pessoas trabalhando diariamente e quase todas as 208 famílias forneciam a iguaria. Raimundo relembra os números e espera que agora a retomada seja ainda maior: “Esse é o primeiro passo para reerguer esse projeto com o apoio dos governos federal e estadual. Hoje é uma festa poder ver essa nova fase da indústria. A gente estava com a produção parada, vendendo o palmito terceirizado e perdendo muito dinheiro. Com a produção sendo aqui, agregando valor, o resultado vai ser muito melhor”.

Com o investimento do Incra e a parceria com o governo do Estado, a comunidade segue rumo a um ambiente de prosperidade. “Esse dia é pura felicidade. Nós temos nesse país um projeto de desenvolvimento e sem união não vamos muito longe. Queremos ver essas crianças como futuras donas de seus lotes nessa comunidade. Com a assinatura desta ordem de serviço para revitalização da indústria, os trabalhos já começam na segunda-feira”, afirma Márcio Alércio, superintende do Incra no Acre.

Comunidade e governo

“A abertura dos quase 30 quilômetros de ramal, vai facilitar no escoamento da produção. E, junto com a reativação da indústria, vai incentivar os trabalhadores rurais a voltar a produzir, fortalecendo e motivando a comunidade”, diz Glenilson Figueiredo, titular da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar do Estado (Seaprof)

No evento, foi celebrada ainda a entrega de 12 quilômetros de melhoramento do ramal, kits com blusa e computadores para a escola – entre as quinze melhores do estado, apoio para crédito rural, anúncio de investimentos em pequenos negócios, como costura e corte de cabelo, além da entrega de um trator, por meio da Seaprof.

“Isso é construir um ambiente de libertação econômica para as famílias da Bonal. A gente conseguiu avançar muito em quinze anos. O caminho é o trabalho. Se nós estivermos de mãos dadas vamos ver todos esses trabalhadores vencer. Estamos avançando na construção da cidadania”, afirma o governador Tião Viana.

Fonte: Notícias do Acre

000

About Author

Entre para postar comentários