Quinta, 22 Fevereiro 2018 | Login

Coluna Política na Toca do Coêlho, 13-05-2016

O Dia “D” de Dilma Roussef- PT

O dia 11 de maio foi o dia “D” da presidente Dilma Roussef-PT. Os aliados da presidente demonstravam nervosismo e tentavam impedir ou retardar o início da Sessão, em que o Plenário do Senado Federal, iria votar pela admissibilidade ou não do impeachment. Mais de 60 senadores se inscreveram para falar e logo se sabia que a sessão e votação iriam pela madrugada.

 

A última esperança de Dilma Roussef-PT

Enquanto corria a votação no Senado, o grupo de apoio do governo aguardava com expectativa, o julgamento do mandado de segurança, impetrado pela AGU, junto ao STF, pedindo a suspensão da tramitação do processo de impeachment, o que foi negado, pelo ministro relator, desanimando então, toda a cúpula do governo Dilma Roussef.

 

O afastamento da presidente Dilma Roussef

Por 55 votos a favor e 22 voto contrário, o Plenário do Senado Federal, acatou a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Roussef- PT, bem como, o seu automático afastamento do cargo de presidente, por 180 dias, para a instrução do processo, que poderá ou não, levar à perda do mandato presidencial.

 

Os direitos da presidente afastada

Mesmo afastada por até 180 dias, a presidente Dilma Roussef- PT terá direito aos seguintes benefícios: receberá o salário de R$ 30.943,00, residência oficial no Palácio da Alvorada, avião para viagens, assistência médica, seguranças e assessores.

 

O Dia “D” de Michel Temer- PMDB

Após a presidente Dilma Roussef ter recebido a notificação da Mesa Diretora do Senado Federal, quanto ao seu afastamento, o vice-presidente Michel Temer- PMDB, assumiu automaticamente o cargo de presidente da República Federativa do Brasil.

 

Não houve posse presidencial

O Diário Oficial do governo federal, publicou as exonerações coletivas dos ministros da composição do governo Dilma Roussef, a presidente gravou um vídeo e não fez transição de governo. Cada ministro deixou em seus ministérios, um relatório das ações de suas pastas, para ser entregue aos seus sucessores. Michel Temer assumiu o governo em uma reunião aberta, na qual fez um pronunciamento à nação e deu posse a maioria dos seus ministros.

 

O ciclo do Partido dos trabalhadores

Para muitos analistas políticos, o afastamento da presidente Dilma, com 55 votos e a posse de Michel Temer- PMDB marcará o fim do ciclo governamental do partido dos trabalhadores. Destacam que o distanciamento do partido aos movimentos sociais, a falta de habilidade e de relacionamento da presidente Dilma com os integrantes do Congresso Nacional, não ter falado e mostrado a real situação do Brasil, durante campanha eleitoral e a falta de operacionalização dos compromissos assumidos com aliados, contribuíram para o fim do ciclo governamental do PT.

 

O que pensa o presidente Michel Temer- PMDB

Segundo o presidente Michel Temer- PMDB, o seu governo vai priorizar as reformas necessárias, para ajustar as contas da máquina pública, para geração de emprego e renda e a eficiência do serviço público. Destacou as principais ações, vejamos:

1- Corte de 68% nos investimentos previstos no orçamento de 2016;

2- Corte de 25% nos gastos de custeio, material de consumo, diárias, passagens e serviços;

3-Cancelamento de reajustes e de novas contratações na máquina pública federal;

4- Redução dos atuais 819 milhões para 371 milhões, dos recursos destinados aos Fundos Partidários;

5- Demissão de 4 mil cargos comissionados do governo federal, que não prestaram concurso público;

6- Venda de 49% do controle de estatais, como: Correios, Infraero, Eletrosul, Companhia Integrada Têxtil de pneus;

7- Fixação da idade mínima de aposentadoria de homens e mulheres, em 65 anos;

8- Redução do número de ministérios, de 32 para 22 pastas;

9- Trabalhar em caráter de emergência, a reforma da previdência, que apresenta hoje, um déficit de 130 bilhões.

 

Cargos federais no Acre

Os parlamentares acreanos, que votaram a favor do impeachment, apoiando deste modo a ascensão de Michel Temer- PMDB à presidência da República, já se mobilizam para emplacar os seus aliados políticos nos cargos federais, que funcionam no Estado do Acre.

 

Mudanças de forças políticas

Com a posse de Michel Temer- PMDB, os partidos de oposição no Acre, se fortalecem, fortalecem as candidaturas de seus partidos nas 22 cidades acreanas. Muitos pré-candidatos da Frente Popular do Acre começam a repensar suas possíveis pré-candidaturas.

 

 

FPA perdendo forças

A alternância do poder na política, em Brasília, refletirá diretamente na reorganização das forças políticas no Acre. Recentemente, o PTB deixou a FPA. Ontem, foi a vez do Partido da Solidariedade. Está em curso a retirada de mais alguns partidos, como o PTN, o PRB e PT do B, para engrossar as fileiras da oposição no Acre.

 

 

 

União das Oposições

As lideranças de oposição, já elegeram o experiente deputado Flaviano Melo- PMDB, amigo de Michel Temer, como o mais novo articulador político das oposições no Acre. Após a primeira reunião das principais lideranças de oposição em Brasília, já se fala, em candidatura única em Rio Branco, a deputada estadual, Eliane Sinhasique- PMDB.

 

Oposição nos municípios acreanos

Com o objetivo de unificar as suas forças políticas, foi pactuado, que os candidatos da oposição, no interior do estado, serão definidos através de pesquisa de opinião pública. O nome que tiver melhor aceitação terá o apoio de toda a oposição.

 

Aumentaram os eleitores do Acre

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre- TRE contabilizou um aumento de mais de 20 mil novos eleitores, em todo o Estado do Acre. O Acre alcançou os seus 528.772 eleitores.

 

143 agentes de segurança

O governador Tião Viana, empossou 143 agentes de polícia civil, que irão reforçar a segurança na capital e em 17 municípios acreanos.

 

Encontro das Escolas do Legislativo da Região Norte

Aconteceu dia 09 de maio, o I Encontro das Escolas do Legislativo da Região Norte, promovido pela Assembleia Legislativa do Acre e Senado Federal, com a participação de representantes de 14 Câmaras Municipais, lideranças comunitárias, acadêmicos dos cursos de Direito e Ciências Sociais.

 

Gestão Democrática

O Deputado Daniel Zen- PT apresentou o anteprojeto de lei, que versa sobre a gestão democrática das unidades escolares da rede pública estadual.

 

Desistiu

O deputado Eber Machado- PSDC anunciou a desistência de sua pré-candidatura à prefeitura de Rio Branco, para as eleições de 2016.

 

Brasiléia

A população de Brasiléia, após mobilizar a sociedade através da campanha SOS Avenida Marinho Monte, contando sempre com o apoio da deputada Leila Galvão e do governador Tião Viana, está feliz pela conclusão do asfaltamento da avenida, que beneficiará os moradores da via e entorno, os comerciantes, empresários e à população em geral.

 

Conferência Nacional de políticas para mulheres

Os municípios de Tarauacá e Jordão foram representados, destacadamente por Socorro Nery e Vângela, respectivamente, na discussão das políticas públicas que podem sem implantadas na regional Tarauacá/Envira.

 

e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.