Terça, 22 Maio 2018 | Login
 Bujari /Acre
INÍCIO SOBRE

Polícia prende homem com arma de fogo acusado de matar tatu no Bujari Destaque

O fato aconteceu no ramal Espinhara e a pena para o crime é detenção de até um ano

Uma guarnição do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) prendeu no início da manhã desta quinta-feira (8) um homem por porte ilegal de carne de animal silvestre e arma de fogo. O fato aconteceu no ramal Espinhara, município do Bujari.

Os policiais realizavam patrulhamento ao longo do ramal para averiguar uma denúncia anônima de transporte ilegal de madeira, foi quando avistaram um cidadão em fundada suspeita.

Os militares realizaram a busca pessoal no suspeito, daí então foram encontrados uma espingarda calibre 32 com seis munições intactas e um animal silvestre (tatu) abatido.

O acusado, identificado como Joceney Queiroz, de 18 anos, foi preso e encaminhado à Delegacia Geral do Bujari, para serem tomadas as medidas cabíveis ao caso.

Legislação

O crime atribuído ao suspeito consta na lei de Crimes Ambientais (n° 9.605/98), em seu Art. 29:

Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida.

Pena – detenção de seis meses a um ano e multa.

 

                                                                                                 Fonte: Contil net noticias

000

About Author

Entre para postar comentários